Avaliação Psicológica de Condutores

Avaliação Psicológica de Condutores

O Decreto-Lei 319/2009 prevê a obrigatoriedade da realização de uma Avaliação Psicológica aos condutores ou candidatos a licença de condução para alguns grupos de veículos, nomeadamente para o Grupo 2, que inclui veículos das categorias C, CE, D, DE, C1, C1E, D1 e D1E, bem como os condutores das categorias B e BE que exerçam a condução de ambulâncias, veículos de bombeiros, de transporte de doentes, transporte escolar e de automóveis ligeiros de passageiros de aluguer.
A avaliação psicológica destina-se a avaliar a aptidão psicofísica, percetivo-motora e de integração de informação, bem como os fatores de personalidade e relacionais relevantes para o exercício da condução ou suscetíveis de influenciar o seu desempenho.
De entre os instrumentos disponíveis, optou-se pela utilização da BAPCON138, que permite avaliar todas as áreas previstas na legislação de forma integrada e fiável.


Que áreas são avaliadas?


1. Inteligência
Capacidade de compreensão e formulação de regras gerais, utilizando estímulos de natureza concreta ou abstrata e sua aplicação a várias situações. A inteligência pode ser definida como a capacidade mental de raciocinar, planear, resolver problemas, abstrair e compreender ideias e aprender. Diz respeito à capacidade de pensar, conceber e compreender.

2. Atenção
A atenção é a orientação, é o focar de forma ativa ou passiva da consciência para um determinado estímulo ou experiência. Relacionada com a atenção, está a concentração que podemos definir como sendo a capacidade de manter a atenção ao longo do tempo; no fundo é a manutenção do foco (nós estamos concentrados, quando mantemos a atenção em estímulos relevantes).

3. Perceção
A perceção é a tomada de conhecimento do mundo através de estímulos sensoriais, ou seja, através dos órgãos dos sentidos. Através da perceção um indivíduo organiza e interpreta as suas impressões sensoriais para atribuir significado ao seu meio. Consiste na aquisição, interpretação, seleção e organização das informações obtidas pelos sentidos. A perceção pode ser estudada do ponto de vista estritamente biológico ou fisiológico, envolvendo estímulos elétricos evocados pelos estímulos nos órgãos dos sentidos. Do ponto de vista psicológico ou cognitivo, a perceção envolve também os processos mentais, a memória e outros aspetos que podem influenciar na interpretação dos dados percebidos.

4. Memória
Capacidade de recuperação de informação adquirida, através de processos de evocação e reconhecimento após a sua codificação e armazenamento, ou seja, é a capacidade de adquirir (aquisição), armazenar (consolidação) e recuperar (evocar) informações disponíveis, seja internamente, no cérebro (memória biológica), seja externamente, em dispositivos artificiais (memória artificial).

5. Motricidade
Na qual se inclui a segurança gestual (capacidade de executar e manter com precisão cinestesias estáticas) e a destreza manual (capacidade de executar com precisão e rapidez cinestesias dinâmicas de pequena amplitude).

6. Coordenação
É a capacidade de usar de forma mais eficiente os músculos esqueléticos (grandes músculos), resultando em uma ação global mais eficiente, plástica e económica. Este tipo de coordenação permite a pessoa dominar o corpo no espaço, controlando os movimentos mais rudes. Ex: andar, pular, rastejar, etc.

7. Reações
Nomeadamente as Simples e de Escolha (capacidade de reagir adequadamente a estímulos visuais ou acústicos predefinidos – simples - ou após a sua seleção a partir de um conjunto alargado de estímulos também composto por estímulos distratores – escolha- e as Múltiplas e Discriminativas (Capacidade em reagir a uma multiplicidade de estímulos visuais e ou acústicos que impliquem associações específicas entre estímulos e respostas).

8. Fatores de Personalidade
A personalidade pode ser definida como um conjunto de caraterísticas relativamente estáveis e duradouras na conduta de um indivíduo. A formação da personalidade é processo gradual, complexo e único a cada indivíduo.

Perguntas Frequentes

1A quem se destina esta avaliação?
Destina-se a condutores de:
- pesados de mercadorias
- pesados de passageiros
- táxis
- reboques
- veículos prioritários
- veículos de instrução
- veículos com matérias perigosas e sempre que a renovação da carta o exija.
2Como posso agendar a minha avaliação?
Contacte-nos por telefone ou email.
3Quanto tempo demora a avaliação?
A avaliação demora cerca de 1 hora.
4Quem me fará a avaliação?
A avaliação é realizada por um psicólogo habilitado em avaliação psicológica de condutores.
5É passado um certificado?
Após aprovação na globalidade das provas é emitido o certificado que atesta a aprovação e habilita à condução. Em base de dados ficarão registados os resultados das provas bem como o relatório da avaliação.
6O certificado fica pronto no momento?
Sim, fica imediatamente pronto após a avaliação.
7Quanto custa a avaliação e o certificado?
O custo são 50 euros.
Gostou? Partilhe a nossa página: